Como ser mais efetivo ao cotar seus embarques com um Agente de Cargas?

Por  Guilherme Ludtke Siebert

Recebemos diversas cotações durante nosso dia a dia e algumas vezes temos dificuldades para entender a necessidade do cliente, bem como que tipo de serviço e condições ele espera de nossa empresa. É muito comum a falta de informações nas cotações recebidas, o que pode acabar trazendo um problema para o cliente por conta de situações mal interpretadas.

Por conta disto e para facilitar o trabalho de todos os envolvidos no processo, abaixo segue algumas dicas de como solicitar as cotações para nossa equipe:

FCL (Container Full)

  • Incoterm
  • Porto de Embarque
  • Porto de Descarga
  • Equipamento (quantos e que tipo de Container?)
  • Mercadoria
  • Valor da mercadoria
  • Frete (se tiver target)
  • Free Time: (se houver necessidades específicas)
  • Validade Necessária
  • Observações Gerais

LCL

  • Incoterm
  • Porto de Embarque
  • ​Porto de Descarga
  • Peso
  • Cubagem
  • Qtd Volumes
  • Mercadoria
  • Valor da mercadoria
  • Frete (se tiver target)
  • Validade Necessária
  • Observações Gerais

​Aéreo

  • Incoterm
  • Aeroporto de Origem
  • Aeroporto de Destino
  • Peso Bruto
  • Cubagem
  • Quantidade de Volumes
  • Dimensões
  • Mercadoria
  • Valor da mercadoria
  • Validade Necessária
  • Observações Gerais

Lembrando que esse é o mínimo de informações que precisamos para seguir com a cotação. Quanto mais informação, mais fácil entender o que o cliente precisa. Para negociações mais específicas é interessante incluir também o volume envolvido (quantidade de ctnrs), frequência semanal (se tiver volume) e o peso da carga.​

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.